Blog

O Número 13- M.R. James

"A porta estava bem ali, com o número tão claro quanto o dia, e era evidente que estavam fazendo algum tipo de serviço lá dentro, pois sempre que se aproximava podia ouvir passos e vozes, ou melhor uma voz. "

Vera- Auguste de Villliers de L’Isle-Adam

Ele observava pela janela a noite avançando pelo céu. E a noite lhe parecia íntima, ele a enxergava como uma rainha que caminhava com melancolia, exilada, com diamantes cintilando em sua túnica de luto; Vênus solitária que reluzia acima das árvores, perdida na profundidade do azul. — É Vera—pensou.

Site criado com WordPress.com.

Acima ↑