A Missa Fúnebre- Edith Nebitt

Então aconteceu uma coisa para a qual jamais encontrarei uma explicação. Enquanto estava deitado, ouvi, interrompendo e gradualmente abafando minha própria canção, uma harmonia que nunca tinha ouvido antes, indescritivelmente bela, e tão clara e distinta como ouvidos humanos jamais ouviram.

O Número 13- M.R. James

"A porta estava bem ali, com o número tão claro quanto o dia, e era evidente que estavam fazendo algum tipo de serviço lá dentro, pois sempre que se aproximava podia ouvir passos e vozes, ou melhor uma voz. "

Vera- Auguste de Villliers de L’Isle-Adam

Ele observava pela janela a noite avançando pelo céu. E a noite lhe parecia íntima, ele a enxergava como uma rainha que caminhava com melancolia, exilada, com diamantes cintilando em sua túnica de luto; Vênus solitária que reluzia acima das árvores, perdida na profundidade do azul. — É Vera—pensou.

Conde Magnus- M.R.James

Posso ter-me comportado como um covarde, mas por nada eu ficaria ali mais um momento sequer. Saí daquele edifício pavoroso mais rapidamente do que escrevo estas palavras—mais rápido do que posso descrever— mas, e isso é o que mais me apavora, não consegui virar a chave na fechadura para trancá-lo

Feroz- Zora Neale Hurston

"Joe sabia muito bem que sua mulher tinha ido naquela direção. Ele sabia que os homens que estavam na venda tinham visto, e além disso também sabia que os homens sabiam que ele sabia. Ficou ali parado em silêncio por algum tempo, encarando o nada..."

Site criado com WordPress.com.

Acima ↑